Ir para conteúdo

Quanto mais fino o lábio, melhor a aderência! A série X-Factor – Apresentando as pessoas por trás do desenvolvimento da Ventosa MX

Publicado
Jonas Herrström - Senior Design Engineer at Piab

Como Engenheiro de Design Sênior e parte da equipe de Design de Sistema Conceitual do departamento de Pesquisa e Desenvolvimento dentro da Divisão de Automação, meu papel no lançamento comercial da ventosa MX foi desenvolver e projetá-la juntamente com o suporte de meus colegas da equipe. A ideia para o desenvolvimento da ventosa MX surgiu há muitos anos, quando eu visitei uma fábrica de composto de borracha em Gotland que produzia um poliuretano (PU) muito fino para um cliente, o que me fez pensar imediatamente sobre um lábio de ventosa.

Contudo, naquela época, não tínhamos nenhum projeto concreto. Com o e-commerce começando a explodir, ficou claro que uma ventosa versátil se fazia necessária para manipular bem sacos plásticos e caixas de papelão com a mesma pega. Particularmente, a manipulação de sacos está se tornando cada vez mais complicada à medida que eles são feitos de material mais fino e biodegradável. Isso trouxe de volta a ideia de uma ventosa com um lábio bem fino, feito de um material extremamente durável para suportar o desgaste de tais aplicações, como o PU.

Engavetei a ideia durante um tempo, mas ela voltou à tona quando houve uma cooperação com outra empresa na Holanda, que tinha um cliente de um tipo semelhante à Amazon. Eles estavam trabalhando no projeto de uma garra para aplicações de e-commerce, mas precisavam de suporte. Portanto, nós entramos em campo e os ajudamos com o design da garra. Por meio daquele trabalho, eu percebi que precisávamos de uma ventosa mais versátil em nosso portfólio para evitar ter que trocar de ventosas para manipular produtos diferentes sendo coletados. Para o e-commerce, velocidade e coleta de vários objetos são muito importantes. Na verdade, foi isso que deu origem às minhas primeiras ideias para o desenvolvimento da ventosa MX.

Quando apresentamos os esboços iniciais ao nosso fornecedor de longo prazo, ele recusou, não acreditando que seria capaz de produzir um lábio tão fino. Foram necessárias várias iterações e uma mudança na metodologia de produção para alcançar um processo estável para produção em massa da ventosa MX.

Trabalhando na Piab há oito anos e olhando para o aniversário de 70 anos da nossa empresa este ano, eu considero a ventosa MX um reflexo de todas as outras ventosas que foram desenvolvidas ao longo dos anos. Portanto, ela foi influenciada por todas as ventosas em termos de design e conhecimento técnico. A experiência combinada de todas elas foi utilizada nesta ventosa. Sem os desenvolvimentos prévios e a experiência reunida por meio de ventosas anteriores, a ventosa MX não teria sido possível.

Outra parte importante para mim no desenvolvimento é a flexibilidade e liberdade que tenho para trabalhar, que é excepcional na Piab. Isso, claro, vem junto com muita responsabilidade. Eu posso apenas controlar como faço as coisas e tenho a liberdade de explorar e tentar coisas novas. O espírito da Piab não é dizer não, mas “como eu posso fazer acontecer”. Todos estão abertos a novas ideias.

Para mim, o mais importante não é o produto, mas a cultura da empresa. Na verdade, quando eu me candidatei a este cargo, eu achava que a tecnologia a vácuo era um pouco chata. Mas a atmosfera que temos no departamento de Pesquisa e Desenvolvimento juntamente com todos os outros na Piab é muito boa e mente aberta – e é isso que me motiva a ir além – possibilitando o desenvolvimento de inovações verdadeiramente originadas em ideias como a ventosa MX.

Jonas Herrström Jonas Herrström Senior Design Engineer
Vacuum Automation
Compartilhar artigo

Choose your language

Não é possível comparar

Produtos diferentes não podem ser comparados. Você deseja remover todos os produtos:

Envie-nos seu feedback